Como funciona a gamificação na Pedagogia?

gamificacao na pedagogia

Usar jogos e seus elementos em salas de aula torna a aprendizagem mais dinâmica. Mas, como funciona a gamificação na Pedagogia?

Nativos digitais são chamados aqueles que nasceram a partir de meados dos anos 1990, da geração Z em diante. Essas pessoas, portanto, têm grande familiaridade com tecnologias digitais e com dispositivos como smartphones, computadores e videogames, entre outros.

Esse novo paradigma, com as tecnologias digitais sendo utilizadas cotidianamente e desde idades muito baixas, acarreta alguns desafios também no dia a dia escolar.

Com o intuito de contornar alguns desses desafios, a gamificação entra como um artefato de tecnologia no campo da Pedagogia. Mas, você sabe o que é e como funciona a gamificação?

O que é gamificação?

No contexto educacional, a gamificação (do inglês gamification) refere-se à utilização da lógica dos jogos, e dos jogos em si, como método integrativo no processo de ensino-aprendizagem.

A gamificação em sala de aula é algo positivo por diversos fatores e vantagens. Vamos conhecer as vantagens da gamificação no contexto educacional:

• Maior interação entre os alunos.
• Participação ativa do estudante no processo de educação.
• Motivação e engajamento do aluno nas aulas.
• Estimulação do diálogo e do trabalho em equipe, além da criatividade, senso de autonomia e colaboração.
• Desenvolvimento de habilidades socioemocionais.
• Outras vantagens.

Você também pode gostar de:
+ Uso das tecnologias como ferramenta pedagógica
+ Quais são as oportunidades de carreira na área de Pedagogia?
+ Como funciona o estágio em Pedagogia?

Como funciona a gamificação na educação em 4 etapas

1. Objetivo da gamificação

Definir o objetivo a ser alcançado pela gamificação é um bom início. Para isso, é importante analisar alguns pontos, como os hábitos, os perfis, as faixas etárias e as rotinas dos alunos. Depois, é interessante pensar nos pontos principais das atividades propostas, e se cada uma delas vai ser uma ajuda para chegar ao objetivo final.

2. Utilizando recursos tecnológicos na gamificação

Os professores e os pedagogos podem surfar na onda das tecnologias digitais e dos aplicativos e sites para complementar ou montar atividades para seus alunos, tornando o ambiente em sala de aula mais dinâmico e próximo ao que muitos estudantes já vivenciam.

Um grande exemplo é o jogo online Enem Game, que pode ser utilizado como complemento do ensino, com o intuito de ajudar os estudantes a prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

3. Recursos e materiais

Além das tecnologias, existem outros recursos que podem ser utilizados na gamificação na Pedagogia, e é bacana pensar em todos eles e providenciá-los com antecedência, junto à escola ou aos próprios alunos.

Então, é importante levantar a necessidade de recursos como: ajuda de outros professores; necessidade de materiais de papelaria; tempo de visitação em lugares externos, entre outros recursos que possam ser necessários.

4. Pontuação e feedbacks

Por fim, mas não menos importante, a gamificação necessitará de uma etapa de feedback para os estudantes, para que todos possam entender o que foi extraído de melhor das atividades e o que pode ser melhorado em termos de absorção de conteúdo, entre outros tópicos.

O feedback pode ser na hora, apontando aquilo que deve ser melhorado e aquilo que foi positivo; pode acontecer individualmente e em grupo. Inclusive, o feedback pode partir de estudante para estudante, entre outros formatos.

Essa é uma etapa de extrema importância para que todos consigam se situar e descubram, assim, pontos a melhorar e pontos positivos sobre sua participação nas atividades propostas.

E o que os estudantes ganham com a gamificação na Pedagogia?

Com a aplicação de atividades pautadas na gamificação, os alunos têm muito a ganhar, por meio do sistema de conquistas.

Um dos pontos que a gamificação influencia é a motivação, com aulas mais dinâmicas. O gosto por aprender e a motivação nos estudos podem crescer.

Por meio da gamificação, o estudante desenvolve habilidades socioemocionais distintas e aprende a:
• ter mais autonomia no seu processo de aprendizagem;
• desenvolver trabalhos em equipe;
• valorizar suas conquistas e melhorar os pontos com defasagem;
• ampliar o gosto pelos estudos de forma natural;
• Outros ganhos.

Se você se interessa pela carreira de pedagogo, veja como é o curso de graduação presencial em Pedagogia da Faculdade Phorte, a faculdade da Bela Vista, conferindo no site a matriz curricular e como se dá o processo seletivo.

 

Artigos Relacionados

Comentários